Fechar
Socilitações

Política de Cookies

Seção 1 - O que faremos com esta informação?

Esta Política de Cookies explica o que são cookies e como os usamos. Você deve ler esta política para entender o que são cookies, como os usamos, os tipos de cookies que usamos, ou seja, as informações que coletamos usando cookies e como essas informações são usadas e como controlar as preferências de cookies. Para mais informações sobre como usamos, armazenamos e mantemos seus dados pessoais seguros, consulte nossa Política de Privacidade. Você pode, a qualquer momento, alterar ou retirar seu consentimento da Declaração de Cookies em nosso site.Saiba mais sobre quem somos, como você pode entrar em contato conosco e como processamos dados pessoais em nossa Política de Privacidade. Seu consentimento se aplica aos seguintes domínios: palmiericonsultoria.com.br

Seção 2 - Coleta de dados

Coletamos os dados do usuário conforme ele nos fornece, de forma direta ou indireta, no acesso e uso dos sites, aplicativos e serviços prestados. Utilizamos Cookies e identificadores anônimos para controle de audiência, navegação, segurança e publicidade, sendo que o usuário concorda com essa utilização ao aceitar essa Política de Privacidade.

Seção 3 - Consentimento

Como vocês obtêm meu consentimento? Quando você fornece informações pessoais como nome, telefone e endereço, para completar: uma solicitação, enviar formulário de contato, cadastrar em nossos sistemas ou procurar um contador. Após a realização de ações entendemos que você está de acordo com a coleta de dados para serem utilizados pela nossa empresa. Se pedimos por suas informações pessoais por uma razão secundária, como marketing, vamos lhe pedir diretamente por seu consentimento, ou lhe fornecer a oportunidade de dizer não. E caso você queira retirar seu consentimento, como proceder? Se após você nos fornecer seus dados, você mudar de ideia, você pode retirar o seu consentimento para que possamos entrar em contato, para a coleção de dados contínua, uso ou divulgação de suas informações, a qualquer momento, entrando em contato conosco.

Seção 4 - Divulgação

Podemos divulgar suas informações pessoais caso sejamos obrigados pela lei para fazê-lo ou se você violar nossos Termos de Serviço.

Seção 5 - Serviços de terceiros

No geral, os fornecedores terceirizados usados por nós irão apenas coletar, usar e divulgar suas informações na medida do necessário para permitir que eles realizem os serviços que eles nos fornecem. Entretanto, certos fornecedores de serviços terceirizados, tais como gateways de pagamento e outros processadores de transação de pagamento, têm suas próprias políticas de privacidade com respeito à informação que somos obrigados a fornecer para eles de suas transações relacionadas com compras. Para esses fornecedores, recomendamos que você leia suas políticas de privacidade para que você possa entender a maneira na qual suas informações pessoais serão usadas por esses fornecedores. Em particular, lembre-se que certos fornecedores podem ser localizados em ou possuir instalações que são localizadas em jurisdições diferentes que você ou nós. Assim, se você quer continuar com uma transação que envolve os serviços de um fornecedor de serviço terceirizado, então suas informações podem tornar-se sujeitas às leis da(s) jurisdição(ões) nas quais o fornecedor de serviço ou suas instalações estão localizados. Como um exemplo, se você está localizado no Canadá e sua transação é processada por um gateway de pagamento localizado nos Estados Unidos, então suas informações pessoais usadas para completar aquela transação podem estar sujeitas a divulgação sob a legislação dos Estados Unidos, incluindo o Ato Patriota. Uma vez que você deixe o site da nossa loja ou seja redirecionado para um aplicativo ou site de terceiros, você não será mais regido por essa Política de Privacidade ou pelos Termos de Serviço do nosso site. Quando você clica em links em nosso site, eles podem lhe direcionar para fora do mesmo. Não somos responsáveis pelas práticas de privacidade de outros sites e lhe incentivamos a ler as declarações de privacidade deles.

Seção 6 - Segurança

Para proteger suas informações pessoais, tomamos precauções razoáveis e seguimos as melhores práticas da indústria para nos certificar que elas não serão perdidas inadequadamente, usurpadas, acessadas, divulgadas, alteradas ou destruídas.

Seção 7 - Alterações para essa política de privacidade

Reservamos o direito de modificar essa política de privacidade a qualquer momento, então por favor, revise-a com frequência. Alterações e esclarecimentos vão surtir efeito imediatamente após sua publicação no site. Se fizermos alterações de materiais para essa política, iremos notificá-lo aqui que eles foram atualizados, para que você tenha ciência sobre quais informações coletamos, como as usamos, e sob que circunstâncias, se alguma, usamos e/ou divulgamos elas. Se nosso site for adquirido ou fundido com outra empresa, suas informações podem ser transferidas para os novos proprietários para que possamos continuar a vender produtos e serviços para você

Quero migrar de contabilidade Quero abrir minha empresa Simule sua mensalidade

Contabilidade Frauzola

EDUCAÇÃO FINANCEIRA - Cálculo do CDI: tudo o que você precisa saber

17 Mai 2022

Brasil E Investidor - Estadão

Quem faz algum investimento em renda fixa já deve ter se deparado com a sigla de Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Basicamente, o CDI é a taxa ou remuneração paga ao investidor por emprestar dinheiro ao banco para que a instituição financeira possa usar o recurso.

Aplicações como Certificado de Depósito Bancário (CDB), Letra de Crédito Agrícola (LCA), Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Fundos DI de curto prazo usam o CDI como índice para remunerar os investidores.

Qualquer variação do CDI impacta diretamente investimentos desses tipos, especialmente se a taxa estiver em queda. Mas como é feito o cálculo do CDI? Conversamos com um especialista que explicou tudo sobre o assunto.

Como funciona o CDI?

O CDI leva esse nome por considerar as transações realizadas entre as instituições financeiras em um curto prazo. “Por legislação, os bancos precisam fechar todos os dias com saldo positivo por segurança do sistema financeiro nacional. Para isso, eles fazem um empréstimo entre eles utilizando a taxa DI como referência”, explica João Furtado, economista, assessor de investimentos e mestrando em Economia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Apenas os bancos privados podem se valer do CDI e geralmente usam a taxa do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para dar uma estimativa de seu percentual.

Os títulos de CDI podem ser disponibilizados aos investidores de duas formas: com taxas pré e pós-fixadas e nos formatos diário, mensal (média dos últimos 30 dias) e anual (considerando a variação dos últimos 12 meses).

Qual é a diferença entre CDI e CDB?

O CDI pode ser considerado uma taxa de juros; já o CDB é um tipo de investimento em renda fixa em que uma das formas de rentabilidade é baseada na variação do CDI. Mas também pode ser pré-fixada ou até mesmo atrelada à inflação.

Como é feito o cálculo do CDI?

O cálculo do CDI considera três situações: o CDI diário, o mensal e o anual. Cada um é calculado de uma forma específica. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

O cálculo do CDI anual considera um método usado pela Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos Privados (CETIP). É a somatória da média registrada nos últimos 12 meses.

O cálculo do CDI diário pode ser consultado em um site criado pela CETIP, com registros históricos do índice. Basta informar a data e clicar em “Pesquisar”.

E como a taxa influencia os investimentos? “Costumamos escutar ‘100% do CDI’. Isso é equivalente à taxa do dia”, detalha Furtado. Com o CDI a 12,65%, um investimento que considera 100% do CDI vai render exatamente esse percentual, mas se o título for de 120% do CDI, o rendimento será de 15,18% bruto, como exemplifica o especialista.

Conforme o Banco Central do Brasil (Bacen) muda a taxa de juros, o CDI sofre alterações. Essas mudanças ocorrem porque o objetivo do Bacen é controlar a inflação usando a taxa de juros.

O mesmo ocorre ao contrário: a taxa de juros é reduzida para incentivar a economia; assim, o cálculo do CDI também é atualizado.

Como fazer o investimento render mais?

O investidor precisa buscar outras opções de investimento para conseguir fazer a diversificação de carteira, sendo uma opção interessante para quem tem medo de arriscar. Um caminho é apostar em investimentos de médio e longo prazos.

O que rende mais: CDI ou poupança?

O CDI costuma render mais que a poupança. Geralmente, a poupança rende 70% da Selic, mas, pela nova regra, pode render no máximo 0,05% ao mês. “Como a taxa de juros está alta, um título básico que rende 100% do CDI rende uma quantia considerável acima da poupança”, afirma João Furtado.

Compartilhe nas redes sociais

Facebook Twitter Linkedin
Voltar para a listagem de notícias